quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Para escrever haicais III

Dicas Sucintas sobre o Haicai


De tudo que li sobre o haicai, fiz um pequeno resumo com detalhes, que me são muito úteis para escrevê-los.

1) O haicai é um terceto.

2) Quanto ao número de sílabas dos versos, assim se distribuem: 1º e 3º são redondilhas menores (versos de cinco sílabas poéticas), e o 2º é uma redondilha maior (verso de 7 sílabas poéticas), num total de 17 sílabas poéticas. Os haicaístas costumam resumir essa estrutura em 5-7-5. A contagem de sílabas poéticas e sílabas gramaticais é diferente.

3) Não possui título, portanto o bom é numerá-lo.

4) Não se rimam os versos do haicai, pelo menos o chamado haicai clássico, embora haja autores que utilizem esse recurso. Guilherme de Almeida, por exemplo,  escrevia haicai, rimando o  3º verso com o 1º , e no  2º usava rima interna, que ficou conhecido como haicai guilhermino.

5) As frases devem ser construídas em dois segmentos justapostos e separados por ponto ou travessão, indicando a quebra em duas frases. Não se deve escrevê-lo em uma frase, tampouco em três.

6) É um poema descritivo. É um instantâneo, o poeta age como um fotógrafo com uma máquina fotográfica, que registra uma impressão, um momento transitório. Assim sendo o tempo verbal usado é o presente, e não se deve empregar o gerúndio, que indica uma ação continuada.

7) A linguagem empregada deve ser simples, clara e objetiva, sem palavras ou expressões subentendidas. No mesmo haicai, não cabem palavras sinônimas.

8) O tema principal é a natureza. Logo, o segredo do haicaísta está em observá-la atentamente.

9) O kigo, que representa a estação do ano (primavera, verão, outono, inverno), deve estar sempre presente, porque, na verdade, indica a estação do ano em que o haicai foi escrito.

10) Como é um poema objetivo, jamais usar a primeira pessoa (eu – nós).

11) As figuras de linguagem (comparações, metáforas, etc.) devem ser evitadas.

12) Recomenda-se usar apenas um verbo, ter cautela com o emprego de adjetivo e cuidar para não usar advérbios, locuções adverbiais e interjeições.

Referências:

Textos dos poetas Álvaro Mariel Posselt, Benedita Azevedo, Fiore Carlos, Paulo Leminski.



Haicais de Mardilê Friedrich Fabre


Voa a borboleta
Entre flores coloridas.
Alegre balé.


Árvores sem pássaros.
Ausentam-se do parque
Também as crianças.

Imagem: encantapoesia.blogspot.com

Um comentário:

  1. Agora compreendi a essência do Hai Kai. Sintético, simples, completo.

    ResponderExcluir